O início das obras na Rua Vítor Córdon, em Azambuja, está a afectar o serviço funerário.

Esta situação virá certamente e em breve colocar algumas restrições aos serviços fúnebres, que como se sabe funcionam habitualmente na capela da Misericórdia, que fica sensivelmente a meio do troço alvo das obras.

No entanto, e contactado pelo Correio de Azambuja, o presidente da Câmara de Azambuja, Silvino Lúcio, assegurou que os serviços fúnebres vão passar a ser realizados na capela de São Sebastião. No caso de existirem dois funerais, o segundo corpo será deslocado para a capela do cemitério novo, situado à saída da vila de Azambuja, para os Casais dos Britos.

Para já, a autarquia já está a contratar serviços externos para a pintura e restauro da igreja de São Sebastião, assegurou ainda Silvino Lúcio. As obras na rua principal arrancaram no passado dia 3 de janeiro, e vão decorrer em várias fases. A primeira fase compreende a substituição do piso empedrado por alcatrão entre a agência funerária e as Finanças.